Bebê é encontrado morto após desabamento; mãe está soterrada


Juntos. Assim foram localizados nos escombros Rosemeire Pereira, 34, e seu filho, Artur, de 1 ano, por volta das 12h desta terça-feira (13). Mãe e filho estavam no último andar do imóvel de quatro pavimentos que desabou na Rua Alto de São João, em Pituaçu, por volta das 6h. Até o momento já são três mortos.

Foto: Nilson Marinho

A retirada do corpo de Artur comoveu a comunidade. Enquanto os peritos subiam a ladeira carregando o corpo da criança, muitos moradores acompanharam a cena emocionados. “São nesses momentos que a gente vê como os nossos governantes sao miseráveis. O povo deveria ter moradia digna para que tragédias como essas não acontecessem”, disse uma mulher, indignada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, Artur foi encontrado sem vida. Rosemeire ainda está sobre os escombros e não há informações sobre seu estado de saúde.

Outro filho de Rosemeire, Robert de Jesus, 12, foi o primeiro morto a ser retirado dos escombros. A outra vítima fatal do desabamento foi o ajudante de pedreiro Alan Pereira.

No total, sete pessoas estavam no imóvel. Três foram resgatadas com vida: Alex Pereira de Jesus, 29, sua mulher Beatriz, 30, e a bebê Sabrina Menezes, de 1 ano e 11 meses, ambas retirados com ajuda da população.

Parente das vítimas que não estava no prédio, Rosângela Santana de Jesus, 30, passou mal e foi encaminhada para atendimento médico pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Beatriz e Sabrina estão internadas no Hospital Geral do Estado (HGE).

A estudante Adriele Duarte, 14 anos, era colega de escola de Robert. Ela contou que a Escola Municipal de Pituaçu, onde eles estudavam, suspendeu as aulas nesta terça-feira.

“Eu moro nesse mesmo bairro, mas não fiquei sabendo do que aconteceu até chegar na escola. Os amigos dele escreveram o nome Robert nas paredes e na escada, e a escola liberou todos os alunos”, contou.

Robert era estudante do 7º Ano, turma C, e os colegas o descreveram como um adolescente bem humorado e divertido.