Dias d´Ávila

Vitória sai na frente, mas leva virada do Corinthians e segue no Z-4

corinthians-x-vitoria_1661299 (1)

Apesar de ter aberto o marcador, o Vitória não resistiu ao Corinthians e levou a virada na noite de segunda-feira, 22, na Arena Itaquera, em São Paulo. Com o resultado, o rubro-negro baiano caiu três posições na tabela e encerrou a rodada em 17º, primeiro time da zona de rebaixamento, com 23 pontos. O Vitória dá um tempo no Brasileirão e vai enfrentar o Coritiba, quinta, 25, às 21h45,  na Arena Fonte Nova, pela Sul-Americana. Já no domingo, 28, tem uma partida relativamente simples contra o América-MG, lanterna do brasileirão, às 18h30, na Arena Fonte Nova.

Rubro-negro na frente
O primeiro tempo foi marcado pelo domínio de bola do Vitória e velocidade do Corinthians. Mas, para a sorte do rubro-negro baiano, o ataque da equipe paulista mostrou porque tem decepcionado a torcida. Apesar dos toques rápidos, o último lance sempre era pífio. O Vitória conseguia dominar a bola no ataque e buscava também o gol, já que precisava ganhar para sair do Z-4. O gol rubro-negro surgiu novamente após Marinho se chocar de cabeça com outro jogador. Logo depois, do lance, Marinho dominou a bola e cruzou para trás, a bola bateu no zagueiro do Corinthians e entrou no gol.

Virada paulista
O Corinthians voltou para o segundo tempo tocando mais a bola, enquanto o Vitória esperava o ataque. Aos 2 minutos, o rubro-negro poderia ter ampliado. Vander bateu cruzado, bola bateu no braço do zagueiro do Corinthians dentro da área, mas juiz não deu pênalti. Três minutos depois, o Corinthians empatou. Marlone, que havia entrado no intervalo, dominou e mandou uma bomba de fora da área, sem chances para Fernando Miguel. O Vitória quase empatou logo depois. Marinho cruzou na área e Vander cabeceou com o gol vazio, mas para fora.

O Corinthians continuava a tocar a bola tentando achar um espaço no campo do Vitória, que só deixava Kieza no ataque. Aos 25, a virada da equipe paulista. Wendel cruza na área e Marquinhos Gabriel, sozinho, marca de peito. Mesmo com a virada, o Corinthians passou a ser mais perigoso. Marlone era um constante perigo. Irritado com o time, Mancini fez logo três alterações. Saíram Cárdena (que estava bem), Diogo Mateus e Marcelo (que nem lembrava que estava em campo), para as entradas de Serginho, Euller e Tiago Real, respectivamente. As alterações não surtiram efeito e o Vitória não conseguiu levar nenhum ponto em São Paulo.

Corinthians 2 x 1 Vitória – 21ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: segunda-feira, 22 às 20h

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE-ASP-FIFA) e Cleberson do Nascimento Leite (PE-CBF-2)
Cartões amarelos: Marinho, Diogo Mateus, Vander e Marcelo (Vitória); Balbuena, Fágner e

Gols: Yago (contra); Marlone (Corinthians)
Corinthians: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique (Cristian), Elias, Romero (Marlone), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Giovanni Augusto); Guilherme. Técnico: Cristóvão Borges
Vitória: Fernando Miguel; Diogo Mateus (Euller), Victor Ramos, Kanu e Diego Renan; Willian Farias, Marcelo (Tiago Real) e Cárdenas (Serginho);  Vander, Marinho e Kieza .Técnico: Vágner Mancini

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top