Dias d´Ávila

Simões Filho deixou a liderança do Ranking de município mais violento do Brasil

Capitão

Capitão

Município da Região Metropolitana de Salvador é apontado como a cidade que concentra o maior número de mortes por armas de fogo no Brasil. Mata de São João têm a média assustadora de 102,9 mortes por armas de fogo para cada 100 mil habitantes.

Embora a taxa ainda continue alta, o município de Simões Filho tem registrado redução nessa taxa. O estudo aponta que a cidade tem média de 91,4 mortes por armas de fogo para cada 100 mil habitantes figurando, assim, na 8ª posição do Ranking nacional. Na última edição do estudo, com dados de 2010 a 2012, Simões Filho estava em primeiro lugar no Ranking, com média absurda de 130,2 homicídios por cada 100 mil habitantes.

Segundo o Capitão Brandão da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Simões Filho, essa redução da violência no município se deve a um trabalho, em conjunto com toda a sociedade, que tem colaborado no combate à esse tipo de crime.

O Capitão Brandão afirmou que a polícia tem trabalhado bastante para diminuir os índices de homicídio no município. “A Polícia Militar vem fazendo blitz, apreendendo arma de fogo, tirando de circulação elementos perigosos, fazendo levantamento nas principais entrada da cidade e isso tem dado resultado. Pra se ter uma ideia no mês de Agosto do ano passado tivemos 11 homicídios registrados no município, nesse ano foram registrados, no mesmo mês, 09 homicídios. Fazendo esses comparativos percebemos uma queda significativa no número de mortes. A polícia não pode estar em todo lugar  ao mesmo tempo, mas o que for necessário nós vamos fazer para que esse índice reduza muito mais.

O Capitão ainda relatou que essa era uma marca que incomodava muito a população e a polícia. “Hoje esse posto de primeiro lugar no Ranking da violência não existe mais. Isso deixa a população mais tranquila e agradecemos a confiança que ela vem depositando no trabalho Polícia Militar.”

Brandão finalizou relatando que, com a ajuda da comunidade vem conseguindo retirar armas de fogo irregulares de circulação. “Foram 72 armas de fogo irregulares aprendidas pela 22ª  CIPM e várias prisões de pessoas suspeitas efetuadas. Essas apreensões  de arma  de fogo  são sinônimos de que roubos ou homicídios foram evitados no município.”

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top