Criança é encontrada morta dentro de uma panela de pressão; Mãe confessa crime - Fala Simões Filho - Notícias de Simões Filho
Pojuca

Criança é encontrada morta dentro de uma panela de pressão; Mãe confessa crime

Foi encontrado dentro de uma panela de pressão o corpo de um bebê, na noite desta segunda-feira (22/8). Ele estava desaparecido desde do último sábado (20/8), no bairro do Mercado do Povo, no município de Porto Seguro, sul do estado da Bahia.

Ainda segundo a polícia, a criança identificada como Natan Vitor Cerqueira, de dois anos de idade encontrado pela patroa da mãe do menino. Ela teria ido na casa da funcionaria para prestar apoio, quando sentiu o mal cheiro vindo da cozinha. Foi quando encontrou o corpo dentro do recipiente.

De acordo com os policiais, a mãe da vítima, Renata Cerqueira, de 20 anos, estava numa praça do bairro Baianão, próximo ao local do suposto sumiço, onde participaria de uma manifestação quando foi surpreendida pela polícia e conduzida para delegacia.

Em depoimento ao Delegado Titular da Polícia Civil de Porto Seguro, Delmar Bitencourt, Renata confessou que a criança teria morrido afogada na banheira, com medo de ser acusada pela morte, acabou ocultando o corpo.

bb

Foto do bebê – Facebook

Entenda o caso

A criança estava desaparecida desde o último sábado (20/8). Em sua primeira versão sobre o desaparecimento da criança, ela contou à polícia que o bebê estava na sala de casa, dormindo em um carrinho, quando teria sido levada supostamente por uma mulher.

O sumiço foi constatado, segundo as primeiras investigações, pela avó do bebê, que teria chegado em casa e perguntado para a mãe onde estaria o Natan, já que o carrinho estava vazio.

No momento do sumiço, segundo a polícia, não havia ninguém na casa a não ser a mãe, passou a ser suspeita.  No fim da tarde desta segunda-feira, dia 22, o caso chocou ainda mais a região, pois o corpo de uma criança foi encontrado dentro de uma panela de pressão na casa de Renata, cortado aos pedaços. O caso está sendo investigado pelo delegado Delmar Bittencourt.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top