Policial reage a assalto e é baleado no peito; Força tarefa procura criminoso - Fala Simões Filho - Notícias de Simões Filho
Pojuca

Policial reage a assalto e é baleado no peito; Força tarefa procura criminoso

 

Um policial militar foi baleado durante uma tentativa de assalto, no fim da tarde desta segunda-feira (12/9), no bairro do Arraial do Retiro, em Salvador. Segundo informações do Departamento de Comunicação Social da Polícia Militar, o crime aconteceu perto da casa da vítima, que reagiu ao ser surpreendida por um homem. Ele foi baleado no peito e conduzido por familiares para um hospital.

De acordo com a polícia, o estado de saúde do PM é estável. Ele permanece em observação, sendo avaliado pelos médicos, com relação à necessidade da realização de cirurgia. Até o momento ninguém foi preso, relacionado a esse ataque contra o policial.

13 POLICIAIS MORTOS em 2016

Somente este ano de 2016, 13 policiais militares já foram assassinados em todo o estado. Um deles morreu, recentemente, ao lado de um agente da Polícia Civil, durante um assalto a ônibus. O crime aconteceu no dia 20 de agosto, na BR-324, próximo à localidade conhecida como Brasilgás, uma das saídas de Salvador.

No ano passado, tiveram, ao todo, 21 crimes de mortes contra PMs. Se considerarmos o tempo corrido, são 34 casos nos últimos 20 meses, o que dá uma média de 1,7 ocorrências a cada mês. Desses registros, apenas cinco envolvem policiais que morreram em serviço.

Com o objetivo de apurar e combater crimes dessa natureza, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) criou em 2014 uma força-tarefa, coordenada pelo delegado Odair Carneiro do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que atua nos casos ocorridos em Salvador e Região Metropolitana.

Em 2014, 19 criminosos foram presos e sete acabaram mortos em confronto com a polícia, durante as investigações e ações de combate às mortes de dez policiais, registradas naquele ano. Em 2015, 12 ‘guerreiros’ – todos PMs – foram mortos. Relacionados com estas ocorrências, 17 bandidos foram capturados e seis morreram ao resistirem à prisão. Neste ano de 2016, 11 policiais foram mortos de janeiro a julho: no processo de apuração e combate, sete criminosos foram presos e sete foram mortos em confronto com a polícia.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top