Mulher usa crucifixo para matar a própria filha que acreditava estar possuída - Fala Simões Filho - Notícias de Simões Filho
Dias d´Ávila

Mulher usa crucifixo para matar a própria filha que acreditava estar possuída

Uma norte-americana foi presa após usar um crucifixo para matar a própria filha, na casa da família, na cidade de Oklahoma, nos Estados Unidos. O crime aconteceu no último sábado, mas somente na segunda-feira a polícia local divulgou detalhes sobre o caso. De acordo com informações do jornal “KTLA”, a suspeita, Juanita Gomez, de 49 anos, confessou ter cometido o crime porque acreditava que a filha, Geneva Gomez, de 33, estava possuída por entidades malignas.

Policiais encontraram o corpo no último dia 27 de agosto, dia do crime. A vítima estava caída no chão, de braços abertos, com o crucifixo sobre seu peitoral. “Ela sofreu traumas na face e na cabeça”, apontam documentos da investigação do caso.

A suspeita pelo crime foi presa no local. Ela contou em uma delegacia o motivo de ter cometido o assassinato. Juanita admitiu ter agredido a jovem sucessivas vezes e que, em seguida, “forçou um crucifixo e um medalhão religioso pela boca da filha até que essa sangrasse”. Juanita disse ainda que atacou a filha porque acreditava que ela estivesse “possuída pelo mal”.

A mãe é acusada pelo crime de homicídio e encontra-se detida em uma penitenciária da região, aguardando julgamento. Em uma rede social, amigos lamentaram a morte de Geneva, que foi descrita como “um anjo” e uma mulher “divertida”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top