Homens mortos em troca de tiros na Pitanguinha foram responsáveis por roubos e homicídios na RMS, diz polícia
Dias d´Ávila

Homens mortos em troca de tiros foram responsáveis por roubos e homicídios na RMS, diz polícia

Após a troca de tiros entre policiais e bandidos, na manhã de segunda-­feira (5), em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador, nossa reportagem procurou o subcomandante da 22CIPM (Companhia Independente de Policia Militar), Capitão Brandão para falar sobre o caso. Brandão afirmou que os elementos que surpreenderam a viatura em  ronda na Rua União, Largo do Saruim, Pitanguinha, se preparavam para invadir uma localidade vizinha a fim de executar rivais.

No momento em que a guarnição passou pelo local cerca de 30 homens fortemente armados começaram a atirar contra eles, obrigando a polícia a pedir reforço. A troca de tiros terminou com três mortes. Segundo Brandão o bando que atacou a polícia era responsável por vários roubos e homicídios na região metropolitana de Salvador e também no município de Simões

 

Filho, onde ocorreu o tiroteio.A polícia também informou que não está confirmada a participação do bando na chacina de Camaçari, quando três adolescentes foram assassinadas. Ainda de acordo com o capitão o que se sabe é que boa parte do bando são de cidades vizinhas. Das três vítimas, do tiroteio de segunda-feira,dois eram moradores de Salvador.

Polícia intensifica ações no local

Brandão afirmou ainda que a ronda na região vai permanecer realizando a ronda e abordagens no local. “Essa operação não tem dia para acabar e vamos dar uma atenção mais forte para aquela comunidade” diz o capitão.

A polícia ainda afirmou que está descartada a possibilidade de toque de recolher. “Enquanto a polícia estiver no local, não haverá toque de recolher”. Afirmou ele.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top