Homem morto na frente de hospital de Simões Filho era professor de artes marciais
Simões Filho

Homem morto na frente de hospital de Simões Filho era professor de artes marciais

De acordo com informações da polícia, vítima, além de ser professor, atuava no ramo de transporte realizado por mototaxistas. Ele possuía um ponto no bairro da Pitanguinha.

A polícia já identificou a vítima que foi assassinada em frente ao Hospital de Simões Filho, em um trecho que pertence a Avenida Whashigton Luiz. O crime aconteceu por volta das 11 horas.

William Ferreira Gomes, de 38 anos, conhecido como  Lima, era professor de artes marciais. Ele conduzia um veículo modelo Corsa, de placa JSJ 9567, quando seguia sentido Estrada de Candeias, ao tentar entrar para a unidade médica, ele foi interceptado por um carro HB 20. De acordo com a polícia, ele tinha sido baleado no pé, em outro ponto da cidade, por isso se deslocava a unidade hospitalar.

Antes mesmo de ele acessar o pátio do hospital, os três homens que estavam no carro já saíram atirando contra William, que foi atingido por vários disparos de arma de fogo, principalmente na região do pescoço.

A vítima chegou a ser socorrido, mas por conta dos ferimentos, morreu instantes depois de ter dado entrada no Hospital de Simões Filho.

Investigação

Em contato com a Delegacia do município, a nossa reportagem obteve a informação de que William era proprietário de um “ponto de mototáxi” no bairro da Pitanguinha Velha. Também era professor de artes marciais, e mais conhecido como Lima.

Ainda de acordo com a polícia, na manhã de hoje, ele sofreu uma tentativa de homicídio, quando foi atingido por um disparo na região da perna. Ao tentar atendimento médico, por isso, seguia para o Hospital.

A polícia trabalha com a linha de que os três suspeitos que estavam no carro HB20, tinham planejado seguir William e, no momento em que perceberam que ele iria entrar na unidade médica, surpreenderam a vítima e efetuaram diversos disparos de arma de fogo.

+ CONFIRA NOVAS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top