Dias d´Ávila

Dinha define membros da Comissão de Transição

dinha_balanco_geral

Nilton Novaes coordenará equipe da mudança

O futuro prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino, informou na manhã desta quarta-feira (19), durante participação no programa Balanço Geral, da Rede Record, que a sua Comissão de Transição está montada e o novo grupo já foi informado oficialmente à atual gestão.

“Fizemos um contato por telefone com o atual prefeito [Eduardo Alencar] e ele se mostrou cordial e não apresentou nenhuma dificuldade de instalar a comissão”, afirmou Dinha na entrevista à TV.

A equipe do prefeito eleito, composta por cinco integrantes, será coordenada por Nilton Novaes. Durante o período de transição, os órgãos municipais são recomendados a apresentarem relatórios aos representantes dos candidatos eleitos com resumos das decisões tomadas que terão repercussão no futuro da administração. Além disso, a gestão que se encerra no próximo dia 31 de dezembro, deve compartilhar informações sobre os programas federais em andamento no município.

Também no bate-papo, o apresentador Raimundo Varela lembrou do período em que sobravam vagas de emprego nas empresas instaladas no Centro Industrial de Aratu (CIA), atualmente apelidado pelo jornalista de “Cemitério Industrial de Aratu”.

Dinha reforçou a crítica ao atual estado de abandono do Pólo Industrial de Simões Filho e cobrou do governo do Estado uma atenção especial.

“É preciso urgentemente requalificar o CIA. As estradas estão esburacadas, iluminação pública não existe, segurança quase nenhuma. Então, como é que fica os trabalhadores, os empresários que precisam ir trabalhar e depois retornar para as suas casas se não há segurança no local?”, questionou.

Dinha lembrou ainda que o CIA gera emprego e receita para todo o Estado. “Simões Filho hoje é a 6ª economia da Bahia, fruto dos recursos que são produzidos lá, não só para Simões Filho, mas para todo o estado”, lembrou.

O próximo administrador do município aproveitou para cobrar também, mais uma vez, as promessas de campanha feitas em Simões Filho pelo atual grupo que governa a Bahia.

“O ex-governador Wagner e o atual governador fizeram algumas promessas e vou aproveitar para cobrá-las novamente, como a promessa da extensão da Uneb em Simões Filho, a reforma do Mercado Municipal e o aumento do efetivo policial na cidade”, cobrou, após lamentar a morte de um jovem simõesfilhense no centro da cidade, na noite desta terça-feira (18), vítima de latrocínio. (Ascom)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top