Delação de João Santana deixa a cúpula do PT em pânico
Miudinhas

Delação de João Santana deixa a cúpula do PT em pânico

O projeto que reestabeleceria a cláusula de barreira no Brasil pode reduzir o número de partidos políticos a doze. Apenas os grandes, como PMDB, PT e PSDB, teriam sobrevida garantida, já que os pré-requisitos para a manutenção da legenda são obter 2% dos votos válidos em, no mínimo, 14 estados, e 2% do total de votos no Brasil. PP, PR, PSD, PTB, PDT, DEM, SD, PSB e PRB também se salvariam.

João Santana, marqueteiro do PT, preso da Lava Jato.

João Santana, marqueteiro do PT, preso da Lava Jato.

MENOS FATIAS
Hoje existem 35 partidos políticos registrados na Justiça Eleitoral do Brasil. Eles dividem o cobiçado “fundo partidário” de quase R$ 1 bilhão.

CRIATURA VS. CRIADOR
Voltou a azedar a relação entre Dilma e Lula. Ela queixa-se que o ex-presidente anda mais preocupado em construir candidatura para 2018, já ele foi ao Nordeste para se apresentar como “possibilidade”.

EM EXTINÇÃO
A negociação de delação premiada do marqueteiro de Lula e Dilma, João Santana, deixa a cúpula do PT em pânico: sem confirmação, o núcleo partidário foi informado de que “não sobrará um único petista”.

SÓ FICHA LIMPA
No mesmo dia que julgou recurso de Eduardo Cunha, a Comissão de Constituição e Justiça escolheu Chico Alencar (PSOL-RJ) para relatar projeto que afasta membro da Mesa denunciado no Conselho de Ética.

CUNHA NUNCA MAIS
Autor do projeto que afasta membro da Mesa Diretora denunciado no Conselho de Ética, Betinho Gomes (PSDB-PE) diz que casos como o de Cunha não podem mais inviabilizar os trabalhos da Câmara.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top