Cidades

Defesa Civil coordena dois novos simulados em Camaçari e Dias d’Ávila

simulado-na-concordia-2

Sob a coordenação da Defesa Civil dos municípios de Camaçari e Dias d’Ávila, o Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) realizará no mês de novembro dois novos simulados de emergência na comunidade. O primeiro será no dia 10, em Dias d’Ávila (bairro da Urbis), e o segundo, no dia 18, em Camaçari, no bairro da Bomba. O treinamento faz parte do Plano de Emergência para a Comunidade (PEC) do Polo de Camaçari e tem o objetivo de preparar os moradores para uma eventual necessidade de emergência, com deslocamento das pessoas de uma suposta área de risco para um local seguro.

Desta vez, a expectativa em torno da participação da comunidade é ainda maior. Com muita antecedência, reuniões preparatórias foram realizadas nos bairros escolhidos, com ênfase no envolvimento da população estudantil. “Haverá a participação de duas unidades escolares em cada município”, anuncia o especialista em Segurança e consultor do Cofic para o PEC, Paulo Ribeiro, ressaltando que “o foco maior sobre os estudantes se justifica pela estratégia de aumento do numero de multiplicadores nas ações previstas no PEC, uma vez que crianças e jovens têm maior capacidade de influenciar suas famílias”.

Em Camaçari, a previsão é contar com aproximadamente 500 famílias e com as presenças das Escola Municipal do Natal e Centro Integrado de Educação Infantil. Em Dias d’Ávila, espera-se a participação também de 500 famílias e da Escola Municipal Carlos Drumond de Andrade e do Colégio Estadual Professor Edilson Souto Freire. A estimativa de participantes é de 1.300 pessoas em cada treinamento.

O planejamento e preparação para os simulados estão sendo coordenados pelo Cofic, em parceria com o Conselho Comunitário do Polo, o Núcleo de Defesa Comunitária (Nudec) e a Defesa Civil dos dois municípios, responsável pela operacionalização dos simulados. Ainda no mês de outubro, acontecem os treinamentos para o Nudec, Defesa Civil e também para os parceiros envolvidos: Polícia Militar, órgão de Trânsito e as secretarias das prefeituras locais.

Ação educativa
A participação das escolas no simulado da comunidade é avaliada como uma ação educativa. Para a vice-diretora da Escola Municipal do Natal, em Camaçari, professora Elisangela Oliveira da Silva, “preparar os estudantes e também os professores para essa atividade é de suma importância, pois todos precisam tirar dúvidas sobre as emissões no Polo. A preparação na escola e a participação no simulado é uma ação educativa, pois traz muitas informações e conhecimentos relevantes para todos”.

Para a diretora do Colégio Estadual Professor Edilson Souto Freire, professora Nancy Araujo de Jesus, “a preparação para o simulado na escola contribui para a socialização de informações, para que todos passem a ter maior controle da situação, principalmente em caso de emergência. O simulado é um projeto bastante esclarecedor”.

Também pensa assim o coordenador da Defesa Civil de Dias d’Avila, Carlos Borges, para quem “este será o maior dos simulados já realizados com a comunidade, em Dias d’Ávila. Maior inclusive em número de participantes, pois envolve um bairro muito populoso, que é a Urbis. Estamos trabalhando para mobilizar a população de seis ruas, inclusive mudamos o horário do treinamento para a parte da tarde porque identificamos que este momento é melhor para o envolvimento das donas de casa”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top