Mata de São João

Centro Industrial de Aratu está a um passo da ruína

13876285_1665329447123643_5390085309889092692_n

Para quem viveu nos tempo em que o Centro Industrial de Aratu (CIA) localizado nos municípios de Simões Filho e Candeias, Região Metropolitana de Salvador (RMS), onde se concentram as maiores empresas nos ramos nacional e internacional, não acredita que com o tempo aquele polo industrial se tornaria um local esquecido e abandonado pelos governos estadual e municipal.

13895556_1665329687123619_6275008610780254960_n

O CIA foi instalado estrategicamente a 20 km de Salvador e próximo a dois importantes portos marítimos do Estado da Bahia, mas com o passar do tempo o polo empresarial que deveria servir para gerar empregos aos moradores dos municípios circunvizinhos tem se encontrado praticamente abandonado e com diversas empresas fechando as portas.

Estradas esburacadas

Nossa reportagem percorreu vários pontos no CIA e o que chamou nossa atenção foi a situação das vias que cortam o Centro Industrial de Aratu,  que estão muito esburacadas e com o início das chuvas isso pode piorar.

Os buracos nas vias têm facilitado e aumentado as ondas de assaltos e roubos no local. Os motoristas que necessitam passar pela região relatam a situação. “À noite fica mais difícil transitar aqui e com essa onda de assaltos eu não me arrisco. Quando é pra passa pelos buracos os motorista têm que diminuir a velocidade para não quebrar o veiculo e é aí que os bandidos aproveitam.”, comentou.

13935116_1665328777123710_8047879677113315825_n

Matagal e falta de sinalização

Alguns trechos da estrada estão tomados pelo matagal. Há anos que não é feita uma limpeza nas vias e até o acostamento está tomado pelo mato. Outro problema são os entulhos que estão sendo depositados em locais proibidos. Para se ter uma ideia as caçambas, responsáveis pela coleta de lixo, estão jogando o lixo recolhido nas proximidades da entrada para o distrito de Santo Antônio do Rio das Pedra formando assim um lixão clandestino.

Outro fato que demonstra o total abandono pelo poder público são as placas de sinalização que, com o tempo, foram desaparecendo em meio ao matagal e outras foram se deteriorando com o passar do tempo e não foram substituídas.

13872912_1665329157123672_2689421949085636903_n

Empresas fechadas

Enquanto muitos trabalhadores de Simões Filho e região estão todo o dia na porta do SINE em busca de uma oportunidade de emprego, as empresas que eram para estar empregando essas pessoas estão fechando as portas.

Na nossa visita ao CIA o senhor Luiz Paulo,  45 anos, desempregado, que foi ao local em busca de uma oportunidade de trabalho e em conversa com a nossa reportagem nos contou que trabalhou na antiga Antárctica, nos anos 90, e  que hoje bate de porta em porta nas empresas que ainda existem no Centro Industrial de Aratu em busca de uma oportunidade. “O que mais me assustou quando cheguei aqui foi ver a situação em que se encontra o local. É muito triste a gente ver várias empresas fechando as portas e os prédios abandonados. Se essas empresas estivessem abertas muitas pessoas estariam empregadas.”O desempregado ainda afirmou que boa parte das empresas que existiam no CIA já fecharam as portas.

13876285_1665329447123643_5390085309889092692_n

Falta de segurança no local

A falta de segurança é outro problema grave no Centro Industrial de Aratu. Não existe policiamento especializado na região e, segundo um vigilante que trabalha para uma empresa do local há mais de dois anos e que preferiu não ser identificado, com a iluminação no local diminuíram os índices de roubos.“Antigamente aqui era local de “desova” e tinha muitos veículos queimados, mas isso diminui um pouco. No entanto o local continua sendo rota de fuga de bandidos que acabam roubando os veículos dos trabalhadores. A CIPE Polo faz ronda, mas como o local é bastante grande, fica difícil controlar tudo.”, afirmou o vigilante.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top