Centro Industrial de Aratu: Cemitério de veículos queimados e ruas esburacadas - Fala Simões Filho - Notícias de Simões Filho
Simões Filho

Centro Industrial de Aratu: Cemitério de veículos queimados e ruas esburacadas

A realidade  do CIA está muito diferente do que era para ser. Já se foi o tempo em que o local era uma praça de emprego, onde se batia nas portas das empresas e logo encontrava trabalho, não se tinha preocupação com a violência e o abandono.

“Era um local muito bom”, essas foram as palavras de um catador de papelão que falou com nossa reportagem, mas  preferiu não revelar seu nome.

O CIA ( Centro Industrial de Aratu) localizado no município de Simões Filho é de responsabilidade do governo estadual e da SUDIC. Estes são órgãos encarregados de realizar a manutenção, mas na prática isso não acontece, a falta de investimento entristece a população, trabalhadores e empresários.

Na manhã de ontem (19), nossa reportagem visitou o Centro Industrial de Aratu e constatou que havia muito lixo e entulho além de ter se tornado um verdadeiro cemitério de veículos queimados.

Outra situação que chamou a atenção foi a Via das Torres, o espaço que concentra uma das maiores empresas da Bahia , a Fojabahia,  além dos problemas citados acima ainda serve como ponto de desova, práticas  de assaltos e a pista está totalmente esburacada.  

14695469_1710004872656100_8914785530031635022_n

Segundo populares os motoristas que trafegam pelo local precisam pedir a Deus para não serem assaltados, devido a má conservação da estrada. O local dificulta até para quem usa um transporte menor como uma bicicleta.

Um dos motoristas que passavam no local e notou a presença da nossa equipe e parou somente para ressaltar a questão dos buracos e ainda afirmou que a situação é antiga. ‘O Cia está abandonado, falta iluminação, limpeza e segurança. A noite ninguém é louco de passar aqui. Se vocês percorrem dentro do CIa, irão se espantar com o abandono que está aqui. Desabafou o motorista.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top