Dias d´Ávila

Casos de violência sexual em Simões Filho chamam atenção da imprensa e da população

POLÍCIA-CASOS-DE-PPOLÍCIA1

Dois crimes acontecido na cidade de Simões Filho na última semana, deixaram a população local chocada devido a brutalidade dos acontecimentos e o fato em comum entre eles.

No feriado de 7 de setembro uma menina de apenas 7 anos foi estuprada e agredida pelo vizinho de 42 anos, usuários de drogas com passagem pela polícia.

Na noite do dia 8, um cadeirante de 42 anos foi assassinado com um tiro no lado esquerdo rosto dentro de seu apartamento, também na cidade de Simões Filho.

Os dois casos distinto despertou a atenção da imprensa nacional e internacional. Embora não tenha relação um acontecimento com outro, o fato é que em ambos os casos há envolvimento de violência sexual.

 

Caso Railane

Por volta do das 19h40 do dia 07 de setembro a  menina Railane de 7 anos brincava com outras crianças na rua quando foi atraída pelo vizinho Alexandre de 42.

O acusado teria oferecido moedas e doces para menina,  para que  ela o acompanhasse até um terreno escuro nas proximidades da residência.  Minutos depois a avó da criança a encontrou jogada na rua desmaiada

Alexandre teria tentado estrangular a criança , mas foi interrompido por gritos de uma vizinha que desconfiou que algo estranho estava acontecendo. Na delegacia ele confessou o crime e a tentativa de homicídio e afirmou que não chegou abusar sexualmente da garota, mas que pisou em seu rosto deixando a desfigurada, depois de tentar jogá-la pela janela sem sucesso.

A garota está em recuperação, internada na UTI do Hospital Geral de Simões Filho.

O caso Eduardo

Na noite de quinta-feira (8) o cadeirante Eduardo Santos Silva de 42 anos foi executado com  1 tiro do lado esquerdo do rosto.

A princípio a suspeita seria de roubo seguido de morte, já que foi constatado que alguns objetos tinham desaparecido do apartamento da vítima. Mas depois de circular pela internet um vídeo onde  mostra a execução de Eduardo as suspeitas sobre o motivos do crime mudaram.

De acordo com esse vídeo Eduardo teria confessado seu envolvimento em alguns casos de estupro e por isso foi assassinado. Há comentários na vizinhança de que em seu celular foram encontrados vários vídeos de garotas nuas.

Embora o vídeo já tenha se espalhado na rede gerando repercussão na mídia nacional e internacional , a polícia ainda não confirmou se o que teria motivado o crime é mesmo o fato de Eduardo ser estuprador.

De acordo com informações de vizinhos da vítima ela nunca levantou suspeita e aparentava ser um boa pessoa.

Os dois casos ainda estão em investigação na 22 DT de Simões Filho

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top