Cadeirante acusado de estuprar crianças é morto com tiro no rosto em Simões Filho
Policial

Cadeirante acusado de estuprar crianças é morto com tiro no rosto em Simões Filho

Na noite desta quinta-feira(08)  Eduardo Santos Silva, 42 anos,  foi encontrado morto no interior da residência a qual ele morava, no Loteamento Vida Nova, região que pertence ao Cia I, em Simões Filho.  A vítima apresentava ferimento no rosto, causado por disparo de arma de fogo, que atingiu o lado esquerdo vindo a transfixar na nuca. O caso  aconteceu no Recanto dos Pássaros, Bloco 13.

De acordo com informações enviadas ao Fala Simões Filho, que ainda estão sendo apuradas pela polícia, Eduardo teria perdido o aparelho celular em uma rua do bairro. A pessoa que encontrou conseguiu visualizar diversas fotografias e vídeos, onde ele violentava garotas da região, todas menores de 12 anos. O caso, rapidamente, ganhou repercussão na comunidade. As imagens foram espalhadas pela rede social  Facebook e pelo aplicativo WhatsApp.

morto cadeiranteEduardo Santos Silva, 42 anos, morto com tiro no rosto

Segundo relatos enviados, um grupo formado por cerca de três homens teria se dirigido até à residência do acusado para questioná-lo sobre o caso. Algumas perguntas foram feitas à cerca dos vídeos e fotos encontradas no celular. Eduardo Campos teria afirmado que errou, sugerindo a participação no crime de pedofilia, quando um dos homens  apontou um revolver e efetuou um disparo no rosto do cadeirante, que morreu na hora.  

O vídeo da execução de Eduardo Campos, o acusado, se espalhou pela internet, rapidamente. Nele é possível ver o momento em que o rapaz faz algumas perguntas e logo em seguida atira à queima roupa.

A polícia foi acionada e esteve no local para averiguar a real situação e a motivação para o crime. Mas, antes mesmo de trabalhar baseado em qualquer linha de investigação, a notícia mais forte que se tem para o crime é mesmo referente aos vídeos e imagens que estão no celular do acusado, agora, vítima de homicídio.

Até  fechamento desta matéria nenhum dos suspeitos de ter cometido o homicídio, tinha sido identificado. A polícia segue investigado o caso.

Mais um caso

Uma triste realidade choca à população de Simões Filho. Em menos de 48 horas, dois casos de violência envolvendo crianças são registrados na cidade. Na quarta-feira, feriado da independência do Brasil, uma garota de 07 anos de idade, foi violentada sexualmente e ainda sofreu diversos socos e no rosto e pancadas na região da cabeça. O acusado de ter cometido o crime, vizinho da vítima, de 43 anos, foi preso e se encontra á disposição da justiça. A menina está internada em estado grave em um hospital de Salvador.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top