Bandidos tomam conta de ruas e comércio de Simões Filho
Dias d´Ávila

Bandidos tomam conta de ruas e comércio de Simões Filho

Bandidos tomam conta de ruas e comércio de Simões Filho

Somente nesta quarta-feira, 27, três estabelecimentos comerciais sofreram ação dos bandidos. Além disso, um ônibus da cooperativa foi assaltado. A população está com medo.

Entre os comerciantes das principais avenidas do Centro de Simões Filho e das mais variadas ruas dos bairros da cidade, quem não foi assaltado, sabe indicar quem foi. A  Avenida Luís Eduardo Magalhães – endereço da agência do banco Caixa e da igreja Universal, abriga relevante quantidade de estabelecimentos e a movimentação é intensa. Os bandidos não se intimidam e costumam agir mesmo à luz do dia.

htu6u

Pedestres que se arriscam a transitar pelo local à noite, são vítimas certas. O modelo de operação dos assaltantes são sempre os mesmos; dois homens a bordo de uma motocicleta avaliam a área e surpreendem os transeuntes para roubarem celulares e dinheiro. Os pontos comerciais, a cada dia, registram casos de assaltos. Arma na cara, e os assaltantes tomam a renda do dia.

Bandidos em ação

Nesta quarta-feira, a unidade das Lojas Americanas localizada no centro de Simões Filho, foi um dos diversos alvos dos marginais. Dois homens armados acessaram o estabelecimento e anunciaram o  roubo, eles levaram eletrônicos, dinheiro e outros produtos. Um pouco mais tarde, em outro ponto do centro, a loja da Claro, também sofreu o duro golpe da malandragem. Por sinal, essa loja já registrou inúmeros assaltos. “ Eles querem os celulares, só os celulares…Encheram a mochila.”, pontuou uma das vítimas.

Crescentes

Na verdade, os números de roubos, furtos e assaltos a mão armada ( revolver) são tão assucatadores e crescentes, que nem a PM nem a Polícia Civil sabem dizer quantos assaltos são registrados. Ainda mais, se colocar à mesa, os vários casos onde a vítima prefere correr para casa e chorar a comparecer a delegacia da cidade para registrar a ocorrência.

Não suportou

Mal abriu um ponto de venda de sorvetes e sucos no Centro e com apenas  um mês, a proprietária teve uma péssima recepção e pensou em desistir. Em maio, por volta das 12h, dois homens entraram no local e deram o aviso “não corre que é um assalto!”. Eles mandara a mulher e um funcionário ficarem calados atrás do balcão e fizeram a limpa nos clientes e no caixa da loja. 20 dias depois, mais um duro golpe. Dois homens armados levaram toda a grana. “Simões Filho está um horror, não tem como um pequeno empresário sustentar um negócio na cidade, pois os bandidos estão atacando diariamente, em plena luz do dia”, pontuou a dona, que já fechou o pequeno negócio, após inúmeros assaltos.

Ataque ao Centro

No mesmo dia , mas por volta das 16 horas, uma pequena Lanhouse, também recebeu uma dupla armada. No balcão,um dos bandidos perguntou o valor de um serviço e , não demorou muito, mostrou a arma e exigiu entrega de celular e do dinheiro levantado no dia. Sem citar a ameaça feita a atendente do recinto.

E a onde assaltos contra estabelecimentos não para. Ainda nesta quarta-feira, 27, uma casa de material de construção foi assaltado na Avenida Paulo Souto. Os bandidos levaram dinheiro do caixa. A noite, registro de assalto a um micro-ônibus da cooperativa de transporte coletivo, que fazia linha sentido Simões Filho I.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top