Assaltos assustam comerciantes e provocam medo no Bairro Cia I
Policial

Assaltos assustam comerciantes e provocam medo no Bairro Cia I

Sorveteria e loja de roupas foram alvos de criminosos no bairro.
PM diz que patrulhamento nas ruas foi intensificado.

Os constantes assaltos têm assustado comerciantes e provocado medo nos clientes e moradores do bairro Cia I, na cidade de Simões Filho. Dono de um estabelecimento comercial na localidade, Lindoval Amaral relata que já foi assaltado duas vezes nos últimos 30 dias. Na última, um homem entrou no comércio dele, fez ameaças e roubou todo o dinheiro do caixa.

O assalto aconteceu no final de semana passado. Os bandidos ainda não foram identificados.  “Quando eu retornei para dentro da loja, tinha uma cliente que estava na área interna e disse: ‘Tem um rapaz, com uma arma lá fora’. Eu corri para fechar a porta do comércio , mas o cara enfiou a arma: ‘Não tente fechar que eu atiro. É um assalto’.

Os criminosos, como acontece nas maioria das ações, chegaram ao local em uma motocicleta. De acordo com testemunha, o rapaz que portava o revólver desceu da garupa, sem tirar o capacete. Ele entrou no estabelecimento com a arma em mãos. O homem a todo tempo apontava a arma para o proprietário e para a mulher. O roubo durou pouco mais de um minuto.

Também no início da semana em curso, outro comércio foi alvo de criminosos.Um rapaz, aparentando não ter mais de 22 anos de idade, entrou no local e, ao se passar por cliente, minutos depois anunciou o assalto. Ele, utilizando um revólver, roubou todo o dinheiro do caixa e o celular de uma das funcionárias.

Não é somente a categoria de lojistas e comerciantes que sofre com o crescimento dos assaltos no bairro. Moradores também estão assustados com a violência. São inúmeros casos de assaltos contra pedestres. Quase sempre os bandidos exigem a entrega de aparelho celular, mas não abrem mão de roubarem o dinheiro, relógios e outros objetos dos pedestres.

A PM informou que o patrulhamento nas ruas foi intensificado, o que deverá  resultar em prisões e na recuperação de objetos roubados.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top