Anvisa proíbe venda de geleia com presença de larvas, fungo e pelo de roedor - Fala Simões Filho - Notícias de Simões Filho
Dias d´Ávila

Anvisa proíbe venda de geleia com presença de larvas, fungo e pelo de roedor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e venda de um lote da Geleia de Morango, da marca Piá e fabricada pela Cooperativa Agropecuária Petrópolis, em Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul. Um laudo identificou a presença de fungo, duas larvas mortas e um pelo de roedor inteiro. O laudo foi emitido pelo Laboratório de Saúde Pública de Santa Catarina e se refere ao lote 2 da geleia, que seria válido até 19 de novembro deste ano.

A proibição foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, e a agência reguladora determina também que a empresa promova o recolhimento do estoque existente no mercado. A Cooperativa Agropecuária Petrópolis, responsável pela marca Piá, afirma que o produto foi recolhido em maio.

Confira a nota na íntegra:
“Tendo em vista a proibição da venda de um lote de geleia de morango, a diretoria da Cooperativa Agropecuária Petrópolis – detentora da marca Piá, vem a público informar que o problema já havia sido detectado antes mesmo da decisão da Anvisa, e que o mesmo foi totalmente recolhido do mercado no dia 25 de maio de 2016.

Cabe salientar ainda que a origem do problema do Lote número 02, fabricado em 19 de novembro de 2015 e com validade até 19 de novembro de 2016, é a própria matéria-prima, no caso o morango utilizado na produção da geleia. Os animais entram em contato com o fruto nas lavouras, no momento da colheita, antes de sua transformação na indústria. Durante o processamento na indústria, que atinge temperaturas altas, são eliminados os microrganismos, mas as matérias estranhas que estão na matéria-prima podem permanecer.

A Cooperativa Agropecuária Petrópolis vai intensificar o treinamento e o monitoramento de boas práticas dos produtores de morangos para as próximas safras”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top